Movimento Agroecológico e parceiros realizam atividade prática para estudantes ingressantes do curso de agronomia na Paraíba.

Imagem

No ultimo dia 26 de fevereiro o Movimento Agroecológico (MAE) em parceria com o professor Leossávio César da disciplina de Introdução a Agronomia do curso de agronomia do Centro de Ciências Agrárias campus II da Universidade Federal da Paraíba, e a empresa de assistência técnica a Assessoria de Grupo Especializada Multidisciplinar em Tecnologia e Extensão (ATES/AGEMTE), realizou uma visita prática ao assentamento penha II no município de Alagoa Grande – PB.

Como proposta de atividade prática do MAE aos estudantes ingressos no curso de agronomia no semestre 2013.2, foi realizada uma visita técnica ao assentamento penha II na casa do agricultor conhecido por seu Dedé, onde foi possível conhecer a experiência da unidade demonstrativa em sua propriedade, que possui diversas experiências como a geodesia o cultivo de frutas e hortaliças, a utilização de caldas naturais para controle de pragas e doenças, o trabalho com a suinocultura entre outras.

O agricultor relatou a grande vitória e alegria poder está trabalhando em sua terra e de poder fazer isso juntamente com seus filhos e sua esposa, além de confirmar que apesar de alguns não acreditarem na reforma agrária, a mesma é possível e valida.

Imagem

O momento foi uma forma de aproximar os estudantes de agronomia aos agricultores, bem como aos técnicos que trabalham dia-a-dia com os agricultores. A atividade foi um espaço de reforçar as práticas e as tecnologias de trabalho da agroecologia como forma de combate ao latifúndio e a exploração do agricultor, além da importância dos atuais e futuros agrônomos no processo de transição agroecológica.

Para Eliete Nahana estudante caloura do curso de agronomia “a visita foi muito importante para que nós alunos ingressantes na universidade possamos conhecer e entender o que realmente é agroecologia, além de ter sido um espaço de interação com agricultor familiar, onde nos incentiva a sermos agrônomos de campo. Pude perceber como é importante para os agrônomos conhecer a realidade do agricultor para que assim possam montar projetos a partir da realidade dos mesmos. Achei importante a fala do agricultor sobre a história do assentamento e a importância dos movimentos sociais, e dos técnicos contribuindo no desenvolvimento do agricultor”.

“A visita dos estudantes de Agronomia da UFPB foi de um grau de relevância muito importante a todos os atores envolvidos no processo de construção do meio agroecológico, pois nitidamente ouve varias trocas de experiências onde a Família de seu Dede com os técnicos da ATES/AGEMTE e todos estudantes visitantes, dialogaram sobre a importância das tecnologias sociais de baixo custo inclusas na vida do homem do campo, fazendo a diferença no meio produtivo e pedagógico unindo os conhecimentos empíricos com os acadêmicos. Houve uma forte percepção dos anseios do que espera estes jovens no futuro, que acompanharam cada tecnologia(hortas, geodésica, cisterna e pocilga) atentamente e em suas percepções, enxergaram que o trabalho com Agricultura Familiar vai muito além do técnico ou de um estudo universitário, sendo assim uma construção mutua, para o bem comum” comenta o técnico pedagógico da ATES/AGEMTE Edson Possidonio.

Por: Felipe Sales

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Olha nós no…

e no…

Paraibanês

Paraibano não fica solteiro... ele fica solto na bagaceira!
Paraibano não vai com sede ao pote... ele vai com a bixiga taboca!
Paraibano não vai embora... ele vai pegá o beco!
Paraibano não diz 'concordo com vc' ... ele diz 'Né isso, homi!!!!'
Paraibano não conserta... ele Imenda!
Paraibano não bate... ele 'senta-le'a mãozada!
Paraibano não sai pra confusão... ele sai pro 'muído'!
Paraibano não bebe um drink... ele toma uma!
Paraibano não é sortudo... ele é cagado!
Paraibano não corre... ele dá uma carrera!
Paraibano não brinca... ele manga!
não toma água com açúcar... ele toma garapa!
não engana... ele dá um migué!
não percebe... ele dá fé
não vigia as coisas... ele pastora!
não sai apressado... ele sai desembestado!
não aperta... ele arroxa!
não usa zíper... usa 'riri'!
não dá volta... ele arrudêia!
não espera um minuto... ele espera um pedaço!
não é distraído... ele é avoado!
não fica encabulado... ele fica todo errado!
não passa a roupa... ele engoma a roupa!
não ouve barulho... ele ouve zuada!
não rega as plantas... ele 'agoa' as plantas
não é esperto... ele é desenrolado!
não é rico... ele é estribado!
não é homem... ele é macho !
não diz tu ouviste? , ele diz vice?
não diz vamos embora ele diz bora!
não grita de espanto ele diz oxe!
não se impressiona, só diz vôte!
não diz não, diz nã!

Ô orgulho réi besta!!!

Clique no símbolo e veja mais fotos do Movimento

%d blogueiros gostam disto: