XXVII Congresso Brasileiro de Agronomia e IV Congresso Panamericano de Engenheiros Agrônomos acontecem em setembro

A Confederação dos Engenheiros Agrônomos do Brasil (CONFEAB) e a Associação dos Engenheiros Agrônomos do Maranhão – AEAMA realizarão, no período de 6 a 9 de  setembro de 2011, em São Luís, capital do Estado do Maranhão, o XXVII Congresso Brasileiro de Agronomia – CBA e o IV Congresso Panamericano de Engenheiros Agrônomos – IV CONPIA.

A presente década consolidará ainda mais a posição brasileira de grande protagonista na produção e comercialização mundial de alimentos, fibras e biomassa. Nesse horizonte, os desafios da engenharia agronômica ficam bem mais complexos e amplos, em termos de satisfazer os anseios e as expectativas da população mundial. O grande clamor em escala global consiste em traçar um modelo de sustentabilidade, que harmonize a produção econômica, o equilíbrio ambiental e responsabilidade social.

Além de ser hoje reconhecido nos quatro cantos do planeta como o único celeiro de alimentos da zona tropical, o Brasil conta com uma matriz energética limpa e renovável. A agricultura de baixo carbono praticada no país incorpora práticas amigas do ambiente e mitigadoras da emissão dos gases de efeito estufa. As ações são dirigidas para recuperação de pastagens degradadas, integração lavoura, pecuária e silvicultura, sistema de plantio direto na palha e fixação de nitrogênio. Junto com a produção de alimentos paralelamente se expande o reflorestamento e a agroenergia.

Uma janela de oportunidades inéditas se abre para a agricultura nacional nos próximos anos e décadas. O papel crucial para catalisar esse processo esta centradas nas áreas de ensino, pesquisa e extensão. Isso passa em desenvolver e fortalecer a capacidade empreendedora existente no campo. A agronomia deve estender e andar de mãos dadas para fomentar a tecnologia e melhorar a qualidade de gestão nas atividades agropecuárias. Essa marcha fantástica do ponto de vista da sustentabilidade terá um grande peso para o Brasil encontrar os caminhos alternativos para a sua viabilidade, com a participação e inserção dos seus cidadãos.

Por Levi Montebelo – Presidente CONFAEAB

Fonte: Associação de Engenheiros Agrônomos do Ceará

SITE DO EVENTO: http://allancruz.com/congressoagronomia/

Anúncios

Olha nós no…

e no…

Paraibanês

Paraibano não fica solteiro... ele fica solto na bagaceira!
Paraibano não vai com sede ao pote... ele vai com a bixiga taboca!
Paraibano não vai embora... ele vai pegá o beco!
Paraibano não diz 'concordo com vc' ... ele diz 'Né isso, homi!!!!'
Paraibano não conserta... ele Imenda!
Paraibano não bate... ele 'senta-le'a mãozada!
Paraibano não sai pra confusão... ele sai pro 'muído'!
Paraibano não bebe um drink... ele toma uma!
Paraibano não é sortudo... ele é cagado!
Paraibano não corre... ele dá uma carrera!
Paraibano não brinca... ele manga!
não toma água com açúcar... ele toma garapa!
não engana... ele dá um migué!
não percebe... ele dá fé
não vigia as coisas... ele pastora!
não sai apressado... ele sai desembestado!
não aperta... ele arroxa!
não usa zíper... usa 'riri'!
não dá volta... ele arrudêia!
não espera um minuto... ele espera um pedaço!
não é distraído... ele é avoado!
não fica encabulado... ele fica todo errado!
não passa a roupa... ele engoma a roupa!
não ouve barulho... ele ouve zuada!
não rega as plantas... ele 'agoa' as plantas
não é esperto... ele é desenrolado!
não é rico... ele é estribado!
não é homem... ele é macho !
não diz tu ouviste? , ele diz vice?
não diz vamos embora ele diz bora!
não grita de espanto ele diz oxe!
não se impressiona, só diz vôte!
não diz não, diz nã!

Ô orgulho réi besta!!!

Clique no símbolo e veja mais fotos do Movimento