Emater estimula produção agroecológica na agricultura familiar

A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-PB) está empenhada em expandir o cultivo agroecológico na Paraíba, como forma de proporcionar uma produção de alimentos saudáveis, sem agredir o meio ambiente e elevar a renda familiar.  Para tanto, nesta quarta-feira (20), aconteceu na comunidade Pernambuquinho a quarta versão do Primeiro Circuito de Oficinas Agroecológicas, promovido pelo Escritório Regional da Emater de Itabaiana.
Essa iniciativa, que também é desenvolvida em outras regiões do Estado, segue orientação da Secretaria do Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca. A programação deste ano na região começou em fevereiro com o evento no município de Caldas Brandão. O segundo encontro aconteceu em Itabaiana no mês de março e o seguinte, também no mês passado, em São Miguel de Itaipu. O Circuito, que aborda a agroecologia e tem por finalidade a preservação como parceira da produção na agricultura familiar, será encerrado na Comunidade Pau d’Alho, no município de São José dos Ramos, em data a ser definida.
Segundo Paulo Emilio, coordenador regional da Emater em Itabaiana, a proposta é treinar os agricultores familiares para agir de forma segura e consistente na produção agrícola, trazendo a garantia de sustentabilidade ambiental, econômica, produtiva, social e cultural.  “Com isso, é possível se criar hábitos alimentares que não prejudiquem a saúde do consumidor. A transição agroecológica é uma das prioridades da Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Pnater)”, comentou.
Nos encontros, os produtores constroem a conceituação agroecológica sobre as técnicas e manejos alternativos no processo de transição agroecoloógicos e tomam conhecimento de outras experiências vividas pelos agricultores locais e de outras regiões. Os participantes também visitam as unidades produtivas próximas do local de cada evento.
Na região de Itabaiana, cerca de 50 famílias agricultoras trabalham com hortas agroecológicas coletivas, com a criação e manejo de pequenos animais em sistema agroecológicos, a comercialização coletiva dos produtos, além da orientação para a sistematização e interligação das várias atividades nas unidades familiares.
Depois de conscientizar as famílias agricultoras diretamente envolvidas, o passo seguinte é atrair mais adeptos ao sistema agroecológico, conforme o extensionista rural da Emater, Ricardo Farias, responsável técnico pelo programa.  A equipe técnica que trabalha com esse programa é formada por Manuela Bezerra e Eidy Simões. “Já é proposta aprovada pela diretoria da Emater elaborar um plano regional de desenvolvimento agroecológico”, disse.

Fonte: Governo da Paraíba

Anúncios

PALESTRA: Introdução à Permacultura em Areia.

É com muito entusiasmo e alegria que os estudantes e integrantes do Movimento Agroecológico de Areia convidam todos a comparecerem na palestra sobre Introdução à Permacultura. O palestrante é Neimar Marcos* (mais conhecido como Ninguém), permacultor e diretor do Centro de Educação Ambiental da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMAM). O evento ocorrerá nesta quarta-feira, dia 16 de junho, às 19h30 no prédio central (salão nobre) do campus II da UFPB, em Areia. TOD@S estão convidad@s a particiarem e contribuirem nos projetos que estão sendo desenvolvidos relacionados à Permacultura e Agroecologia em Areia.

.

E VOCÊ NÃO PAGA NADA, É UMA PALESTRA POPULAR!

VAMOS SORTEAR LIVROS TAMBÉM!

.

(Esses acima são os cartazes que o MAE confeccionou para a divulgação dentro do CCA)

.

HáBraços! da Equipe Per-MAE-cultura!

.

*Neimar Marcos é permacultor e possui graduação em Licenciatura Plena em Filosofia pela Universidade Federal de Pelotas (2006). Foi coordenador do Departamento de Permacultura e Design de Ecovilas na Eco-vila itinerante Caravana Internacional arco-íris por la Paz ( México), Educador Ambiental no Centro Ecopedagógico Bicho do Mato (Recife), e Coordenador Geral da Estação de Permacultura Aldeia 2012 (Goiás). Tem realizado pesquisas, proferido palestras e ministrado cursos de Permacultura, Design de Ecovilas e Sustentabilidade para ONG’s, Escolas , Insitutos e Universidades públicas e privadas em vários estados do Brasil. Atualmente é diretor do departamento de Educação Ambiental da Semam.

Reunião da Rede de Permacultura lá em Jampa

Neste, sábado, dia da Biodiversidade, quatro maeir@s estiveram representantdo o Movimento Agroecológico (MAE) na segunda reunião da Rede de Permacultura da Paraíba. Foi mais um sonho realizado… Todos eles (Jaci, Môi, Vitão e Paulista) estiveram no Parque Zoobotânico Arruda Câmara na cidade de João Pesssoa-PB representando o campus II-Areia da UFPB. O evento contou com a participação de cerca de 200 pessoas de diversas regiões da Paraíba inclusive a galera da Ecovila Bicho do Mato de Pernambuco.

A reunião ocorreu em paralelo com uma atividade com as crianças com máscaras de animais da fauna brasileira.

Da reunião surgiram duas vagas para o MAE, preenchidas por Môi e Paulista. Estes participarão do primeiro Curso de PDC (Permacultura Consultoria e Design) de 72 horas gratuito, ministrado por Neimar Marcos (mais conhecido como Ninguém). O curso vai ser todo com base no sistema Ecopedagógico do pernambucano Paulo Freire e com alimentação vegetariana gratuita.

Essa rede e o curso de PDC fará uma grande reforma paradigmatica em João Pessoa e que garantirá isto, que é a permacultura, que sempre esteve nas mãos dos ricos alternativos, é que agora fará parte da vida de estudantes, das donas de casa, dos desempregados, das pessoas humildades da periferia da capital paraibana.

Será a nossa participação e engajamento na formação dessa rede, no fortalecimento do coletivo, participando e mostrando a força da mobilização

E como disse Ninguém, ESTAMOS NO CAMINHO… AFINADOS COM UMA MUDANÇA QUE CHEGA NO VENTO… DE UMA NOVA CONSCIÊNCIA PARA HUMANIDADE… BASEADA NO AMOR, PAZ, RESPEITO ÀS DIFERENÇAS… E IGUALDADES SOCIAIS…

Entenda mais sobre a Permacultura vendo/lendo essa flor elaborada pelo permacultor Juliano Riciardi

“Livro pra Comida, Prato para Educação”

Essa é a temática do XI ERA NE (XI Encontro Regional de Agroecologia – Nordeste) que está acontecendo em Cruz das Almas, Bahia.

O Evento é construído pela FEAB, ABEEF, ENEBio, e pelo GA Agrovida. O objetivo é simples: estudo, prática e capacitação para agroecologia; e é destinado a participação de agricultores, populações tradicionais, estudantes, profissionais de diversas áreas do conhecimento, movimentos sociais, sindicatos de trabalhadores rurais-STR´s, e Organizações Não Governamentais – ONG´s.

Mais de 300 pessoas de todo canto do Brasil, não só do Nordeste, estão vivendo esse momento único no Recôncavo Baiano. Tem gente de Curitiba, Pará, Minas Gerais, Pernambuco, Rio de Janeiro, Ceará… E o caráter de mútuo intercâmbio técnico, profissional, social, político e cultural já está acontecendo desde quarta-feira e irá até este domingo.

Depois de quase 20 horas de viagem, Areia veio com uma delegação massa! 30 pessoas representando nossa Paraíba! E @s maeir@s, lógico, no meio dessa galera, protagonizando e construindo a Ciência Agroecológica.

Logo, logo estaremos publicando aqui os melhores momentos do ERA! Fique atent@, hein!

Clique aqui e saiba mais!

Muito Axé pra você, fique em paz meu rei! ÊÊÊA!


Prefeito assina contrato com a Caixa Econômica para revitalização do Parque do Quebra em Areia

Projeto Básico do arquiteto paraibano Marcos Santana, orçado em cerca de 5 Milhões e meio de reais. 

Prefeitura Municipal de AreiaO prefeito da cidade de Areia, no Brejo da Paraíba, médico Élson da Cunha Lima Filho – Dr. Elsinho anunciou em um programa de rádio local que a tão sonhada e almejada revitalização do Parque do Quebra, será executada na sua administração. O prefeito informou que o contrato de repasse dos recursos na ordem de R$ 5.450,258 (cinco milhões quatrocentos e cinqüenta mil e duzentos e cinqüenta e oito reais) já foi assinado com a Caixa Econômica, na semana passada em João Pessoa. 

 O projeto de revitalização do Parque do Quebra é um dos projetos contemplados com recursos do Pac das Cidades Históricas, lançado em 28 de agosto pelo Governo Federal para restaurar e conservar o rico Patrimônio Histórico do Brasil e deverá injetar R$ 150 milhões por ano em 124 cidades históricas. A cidade de Areia – primeira da Paraíba reconhecida como Patrimônio Nacional da Cultura – é uma das que serão contempladas com recursos do PAC. “É uma iniciativa inédita tanto pela criação de uma política urbana com objetivos bem definidos e respeito ao Patrimônio Histórico e pela cultura dessas cidades. É preciso realizar uma gestão do patrimônio cultural como elemento estratégico para o desenvolvimento social”, disse a Chefe de Gabinete da Prefeitura de Areia a engenheira Karla Cunha Lima Viana. Ainda segundo Karla, a cidade de Areia cumpriu todas as etapas desde a elaboração dos projetos, capacitação de Técnicos envolvidos na elaboração do Plano de Ação em Brasília e a realização das plenárias populares com os munícipes na Câmara Municipal.
O projeto arquitetônico básico do arquiteto e professor Marcos Santana prevê um pórtico de entrada, um mirante, uma unidade administrativa, vestiários, salão multiuso para eventos e jogos, a restauração da fonte do Quebra, os lagos serão desassoriados e revitalizados, terão trilhas ecológicas com paradas para descanso, será feita a drenagem pluvial de toda área de 12 hectares, além de toda recuperação ambiental com contenção de encostas e plantio de mudas de árvores nativas, o parque será todo iluminado e também terá a instalação de um parque infantil, dentre outros serviços estruturantes, tais como a questão sanitária.
O prefeito Élson da Cunha Lima Filho disse que esta é uma obra muito importante, não só para a cidade de Areia, mas para todo o brejo da Paraíba. “Tenho certeza que a revitalização do Parque do Quebra será um divisor de águas na nossa região e irá transformá-lo em um dos maiores pontos turísticos do nosso Estado, alavancando ainda mais o turismo na nossa cidade. Gostaria de dividir toda essa alegria e destacar a importância das parcerias entre a Prefeitura Municipal de Areia, o IPHAN, Ponto de Cultura e AMAR, que foram parceiros importantes nessa conquista”, destacou Dr. Elsinho

A História do “Quebra”: Fonte Sedutora de Areia

 Dentre as vertentes e encostas do município, destaca-se, em plena zona urbana, o “Sitio Quebra”, uma nascente de águas cristalinas que serpenteia na depressão geográfica do sítio homônimo, que já no início do século XVIII chamava a atenção dos moradores da cidade que ali se dirigiam para tomar banho e também para prover o consumo residencial de água. A descida pela ladeira íngreme fez com que o local passasse a ser conhecido inicialmente como “Sítio do Quebra Pote” e posteriormente por “Sítio Quebra”.
A construção do “Banho do Quebra” foi iniciada em 1885, sem dispêndio financeiro do poder público. A obra foi idealizada pelo maestro Tristão Granjeiro de Almeida e Melo (tio de Pedro Américo) que mobilizou a comunidade com a realização de Festivais no Teatro Recreio, atual Teatro Minerva, para arrecadar fundos para a construção do Banho. A mobilização foi tanta que elementos da sociedade areiense, com entusiasmo, auxiliavam os operários na construção da obra, que foi inaugurada no dia 1º de janeiro de 1886.
Narra o escritor Horácio de Almeida no livro História da Paraíba, que a inauguração aconteceu com festa tendo Tristão Granjeiro desfilado pelas ruas da cidade com a Banda da Fênix, acompanhado de autoridades e famílias rumando depois com todo o cortejo para o “Sítio Quebra”. Ali houve discursos e uma girândola de 200 dúzias de foguetes. Tristão Granjeiro entusiasmado com o acontecimento passou o dia a reger sua orquestra e a se banhar quase continuamente no “Quebra”.
O “Banho do Quebra” se tornou um local de encontro das famílias e posteriormente um ponto turístico com visitas de pessoas que para lá se deslocavam em busca de um banho saudável, bastante frio e com água cristalina.
Em 1975, na administração do prefeito Élson da Cunha Lima, pai do atual prefeito, ao completar o seu 1º Centenário o “Banho do Quebra” foi reformado e ampliado com a construção de uma Quadra de Esportes e uma Churrascaria, sendo denominado o local de “Parque Recreativo Eleonora Apratto Perazzo” (em homenagem a avó materna de Dr. Elsinho, que era italiana). Também sua via de acesso foi calçada.
Na década de 80, tem início a decadência do “Quebra”, ocasionado principalmente pela falta de esgotamento sanitário da região próxima que resultou na poluição de suas águas e por fim o completo abandono do complexo.
O abandono levou não só a deterioração das suas edificações, mas também ao uso inadequado do solo com a instalação de moradias em condições subumana.
Ciente da importância do “Sitio Quebra” para a cidade de Areia, não sópela sua referencia histórica, mas também pelas questões ambientais e as novas oportunidades que o turismo vem trazendo para a cidade, a Prefeitura Municipal, com recursos do Pac das Cidades Históricas irá revitalizar o Quebra, tornando-o uma alternativa de lazer para a comunidade, bem como um atrativo turístico para a cidade aliado à necessária proteção do meio ambiente.

 Fonte: Site da Prefeitura

Curso de Trilhas Ecológicas será realizado em Areia

Estão abertas as inscrições para o Curso de Caminhada e Trilhas Ecológicas que será realizado na cidade de Areia. O Curso consta na programação assuntos ligados ao turismo rural, aventura, ecológico, planejamento e formatação de trilhas, estudo de impactos, análise e controle de riscos, geoprocessamento e cartografia. O Curso é uma promoção da Prefeitura Municipal de Areia através da Secretaria de Turismo e Eventos em parceria com o Senar – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, Sindicato dos Produtores Rurais de Areia e Centro de Ciências Agrárias.

O Curso será ministrado pela empresa Irmãos em Trilhas. O Técnico em Turismo Silvio Porto disse que a cidade de Areia é uma das mais importantes do Nordeste e possui uma vocação natural para trilhas ecológicas e caminhadas.

As inscrições são realizadas na Secretaria de Turismo e Eventos localizado no Solar José Rufino no centro de Areia.

Amaury Junior mostra belezas da Paraíba para o Brasil

potencial turístico e as belezas naturais da Paraíba foram exibidos em rede nacional na noite da terça-feira (06) no programa do apresentador Amaury Jr.

Durante 15 minutos, a coordenadora dos Boxes de Informações da PBTUR (Empresa Paraibana de Turismo), Silvana Pinto, foi entrevistada pelo colunista, oportunidade em que eram exibidas imagens sobre a Paraíba, com todo o material de divulgação encaminhado à produção do programa pela PBTUR.

Durante a entrevista, a coordenadora falou sobre o fluxo turístico nacional e internacional na Paraíba, que tem apresentado crescimento contínuo; dos investimentos que vem sendo promovidos por grupos estrangeiros, através de incentivos do Governo do Estado, e a promoção do Maior São João do Mundo, uma marca registrada nos calendários turístico paraibano e nacional.

Com uma postura bastante segura, Silvana Pinto destacou ainda alguns dos principais roteiros mais procurados pelos turistas que visitam o Estado, como o pôr do sol na Praia do Jacaré e Areia Vermelha, em Cabedelo, assim como Picãozinho e o Centro Histórico de João Pessoa, destacando o complexo de igrejas e o Museu São Francisco, instalado no conjunto de São Francisco.

Fonte: PortalMidia.net

Olha nós no…

e no…

Paraibanês

Paraibano não fica solteiro... ele fica solto na bagaceira!
Paraibano não vai com sede ao pote... ele vai com a bixiga taboca!
Paraibano não vai embora... ele vai pegá o beco!
Paraibano não diz 'concordo com vc' ... ele diz 'Né isso, homi!!!!'
Paraibano não conserta... ele Imenda!
Paraibano não bate... ele 'senta-le'a mãozada!
Paraibano não sai pra confusão... ele sai pro 'muído'!
Paraibano não bebe um drink... ele toma uma!
Paraibano não é sortudo... ele é cagado!
Paraibano não corre... ele dá uma carrera!
Paraibano não brinca... ele manga!
não toma água com açúcar... ele toma garapa!
não engana... ele dá um migué!
não percebe... ele dá fé
não vigia as coisas... ele pastora!
não sai apressado... ele sai desembestado!
não aperta... ele arroxa!
não usa zíper... usa 'riri'!
não dá volta... ele arrudêia!
não espera um minuto... ele espera um pedaço!
não é distraído... ele é avoado!
não fica encabulado... ele fica todo errado!
não passa a roupa... ele engoma a roupa!
não ouve barulho... ele ouve zuada!
não rega as plantas... ele 'agoa' as plantas
não é esperto... ele é desenrolado!
não é rico... ele é estribado!
não é homem... ele é macho !
não diz tu ouviste? , ele diz vice?
não diz vamos embora ele diz bora!
não grita de espanto ele diz oxe!
não se impressiona, só diz vôte!
não diz não, diz nã!

Ô orgulho réi besta!!!

Clique no símbolo e veja mais fotos do Movimento