Jornada Agroecológica no Paraná

Estamos a pouco mais de um mês da 10ª Jornada de Agroecologia, que vai acontecer entre os dias 22 e 25 de junho, em Londrina, no campus da UEL, e o coletivo coordenador deste grande evento está muito empenhado para que se tenha uma bela atividade, com muita formação, articulação e divulgação da Agroecologia no Paraná, no Brasil, na América Latina e no Mundo.

As Jornadas de Agroecologia são articulações de vários movimentos sociais e organizações da agricultura familiar camponesa, organizações da sociedade civil do campo popular, estudantes, técnicos e acadêmicos e se insere no grande movimento de lutas dos povos contra a mercantilização da vida comprometendo- se a construir uma nova sociedade sustentável capaz de satisfazer suas necessidades fundamentais e garantir os direitos das gerações futuras. Ao longo de um árduo processo de trabalho e luta contra o agronegócio, se fortalece a unidade política e de ação como um Movimento Agroecológico e de transformação da sociedade protagonizado pela agricultura familiar camponesa e povos tradicionais, em cooperação com todos os que lutam por um mundo digno e sustentável, no campo e na cidade.

A Jornada de Agroecologia se configura como um espaço de estudo, mobilização e troca de experiências, de caráter massivo, reúne cerca de 3000 participantes a cada ano. Já existe uma Programação quase fechada e muitas participações confirmadas. Todas as informacões estão disponíveis no blog http://jornadaagroecologia.blogspot.com/ e no perfil do Facebook: Jornada de Agroecologia, saem as informacões mais quentes!

Com relacão a Alimentacão e Alojamento as comitivas/brigadas devem entrar em contato diretamente com a secretaria operativa do evento pelo email jornadaagroecologia.pr@gmail. com

Globalizemos a luta! Globalizemos a esperança!

Anúncios

Nesta terça, dia 17: 2ª noite do Ciclo de Palestras com discussões sobre Territorialidade e Mulheres na Agricultura

Na terça-feira, dia 10 de maio, o Movimento Agroecológico abriu o 4º Ciclo de Palestras em Agroecolgia, evento este que contemplará todas as terças do mês de maio até o dia 31.

Na ocasião estavam presentes os professores Djail Santos, Diretor do CCA/UFPB, e Manoel Bandeira, futuro coordenador do curso de Agronomia de Areia; que enriqueceram as discussões das duas palestras. Este ainda falou um pouco sobre a mulher na Agricultura Familiar, já fazendo um gancho com a palestra do 2º dia do Ciclo de Palestras, que será nesta terça, dia 17. Sem contar, com a presença da companheira Ana Cristina, que trabalha na COONAP, uma cooperativa que trabalha com Assistência Técnica, Social e Ambiental, em 30 assentamentos localizados na região do curimataú, brejo, cariri e agreste paraibanos.

De começo, houve uma inversão na ordem das palestras, e assim o professor do campus III da UFPB, Alexandre Eduardo iniciou falando sobre as “Perspectivas da Agroecologia na Paraíba”, seguindo com Lucas Hipolito Xavier, do MDA-PB, que falou sobre “A nova politica de ATER e o perfil do profissional de Extensão Rural”.

Amanhã, teremos a 2ª noite do Ciclo de Palestras em Agroecologia, com as seguintes temas de palestras e palestrantes:

  • “ Importância dos Território da Cidadania“ – Palestrante: José Washington Machado (Polo da Borborema)
  • “A mulher na Agricultura Familiar” – Palestrante: Mirian Farias da Silva (Centro da Mulher 8 de Março)

Abaixo seguem as fotos tiradas na primeira noite do Ciclo por nosso amigo Adelmo de Medeiros, aluno de Agronomia.

Universidade em Assentamento

O assentamento Oito de Junho, em Laranjeiras do Sul (PR), será o primeiro do país a sediar uma universidade federal. As obras do campus da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) começaram no dia 2 de maio de 2011. As aulas para os 500 estudantes iniciam em 2012 em cinco áreas do conhecimento voltadas à vocação econômica da região: Agronomia com ênfase em Agroecologia, Desenvolvimento Rural e Gestão Agroindustrial, Engenharia de Alimentos, Engenharia de Aquicultura e Licenciatura em Educação do Campo.
Leia mais em: ADJORI-SC

“MULHERES, EDUCAÇÃO E MOVIMENTOS SOCIAIS NO BREJO”

No dia 16 de junho de 2010, quarta-feira, no Auditório do Prédio Central do CCA/UFPB, acontecerá o evento “MULHERES, EDUCAÇÃO E MOVIMENTOS SOCIAIS NO BREJO”, das 8:30 às 11 horas.

O evento tem como objetivos: apresentar produção acadêmica (livro) sobre a participação da mulher na vida pública; evidenciar a dimensão educativa dos movimentos sociais; ressaltar a importância da participação feminina  nas ações públicas e nos  movimentos sociais; socializar as pesquisas realizadas junto às associações, cooperativas e  movimentos sociais.

Na programação, teremos as seguintes atividades:

a)      Lançamento do livro  “MULHER E POLÍTICA NA PARAÍBA: histórias de vida e luta”  (Editora da UFPB-2010) com a presença das autoras:  Doutoras Glória Rabay e Maria Eulina Pessoa de Carvalho, professoras da UFPB, campus I.

b)      Apresentação das pesquisas realizadas;

c)       Encontro de representantes dos movimentos sociais pesquisados pela turma:

Associação de artesanato da Chã de Jardim –  grupo Arte na mão (Areia);

Associação da  Feirinha  Orgânica (Areia);

Movimento Agroecológico – MAE  (Areia);

Sindicato rural  e ações para mulheres (Remígio);

Associação de artesanato Cuiuiú ( Barra de Santa Rosa);

Associação de artesanato de Couro de bode (Cabaceiras);

Cooperativa  Flores da Vila Real (Areia)

Sindicato rural de Alagoa Grande: a sindicalista Margarida Alves.

d)      Exposição de produtos relacionados aos movimentos sociais e associações presentes.

ORGANIZAÇÃO: Profª  Anita Leocádia Pereira dos Santos – DCFS/CCA (83) 3362-2300 Ramal: 236

COLABORAÇÃO: Assistente Social  Rociane Trajano da Fonseca

APOIO: Direção de Centro de Ciências Agrárias / UFPB.

Olha nós no…

e no…

Paraibanês

Paraibano não fica solteiro... ele fica solto na bagaceira!
Paraibano não vai com sede ao pote... ele vai com a bixiga taboca!
Paraibano não vai embora... ele vai pegá o beco!
Paraibano não diz 'concordo com vc' ... ele diz 'Né isso, homi!!!!'
Paraibano não conserta... ele Imenda!
Paraibano não bate... ele 'senta-le'a mãozada!
Paraibano não sai pra confusão... ele sai pro 'muído'!
Paraibano não bebe um drink... ele toma uma!
Paraibano não é sortudo... ele é cagado!
Paraibano não corre... ele dá uma carrera!
Paraibano não brinca... ele manga!
não toma água com açúcar... ele toma garapa!
não engana... ele dá um migué!
não percebe... ele dá fé
não vigia as coisas... ele pastora!
não sai apressado... ele sai desembestado!
não aperta... ele arroxa!
não usa zíper... usa 'riri'!
não dá volta... ele arrudêia!
não espera um minuto... ele espera um pedaço!
não é distraído... ele é avoado!
não fica encabulado... ele fica todo errado!
não passa a roupa... ele engoma a roupa!
não ouve barulho... ele ouve zuada!
não rega as plantas... ele 'agoa' as plantas
não é esperto... ele é desenrolado!
não é rico... ele é estribado!
não é homem... ele é macho !
não diz tu ouviste? , ele diz vice?
não diz vamos embora ele diz bora!
não grita de espanto ele diz oxe!
não se impressiona, só diz vôte!
não diz não, diz nã!

Ô orgulho réi besta!!!

Clique no símbolo e veja mais fotos do Movimento